Histórico

O Primeiro Congreso Internacional de Profesores Universitários de Costos foi realizado na Universidad Nacional del Litoral, Paraná, Argentina em novembro 1987, na sua organização contou com o apoio do Instituto Argentino de Profesores Universitários de Costos – IAPUCO. Como resultado do Congresso e ante a necessidade de criar instituições que possibilitassem o estudo sistemático da disciplina Custos, os docentes presentes se comprometeram a constituir um Instituto Internacional de Custos e a promover a constituição de entidades de caráter nacional em diversos países.

Em setembro de 1993 foi realizado em Madri, Espanha o III Congreso Internacional de Costos. O Congresso foi organizado pela Universidad Automa de Madrid, pela Universidad Carlos III de Madrid, pela Universidad Alcala de Henares, a Universidad Complutense de Madrid e pela Universidad Nacional de Educación a Distancia. Contou ainda com o apoio do Instituto de Contabilidad y Auditoria de Cuentas de España, do Instituto Internacional de Costos, da Asociación Española de Contabilidad Directiva e do Instituto Argentino de Profesores Universitarios de Costos.

Ao término do congresso de Madri, o Instituto Internacional de Costos, entidade que congrega docentes de Custos de diversos países, aprovou proposta apresentada pelo Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas e o Departamento de Contabilidade e Atuária da Universidade de São Paulo para sediar o próximo congresso no Brasil. Os docentes presentes do Brasil comprometeram-se a constituir a Associação Brasileira de Custos, ocasião em que foi redigido de próprio punho pelo Prof. Dr. Antônio Lopes de Sá, um documento com os seguintes dizeres:

“Declaração de Constituição da Associação Brasileira de Custos, que os signatários fazem em Madri, em 23 de setembro de 1993.

Entendem que a instituição de uma entidade, à semelhança de outros países, para a evolução do Conhecimento Científico e Tecnológico Superior faz-se necessária, inclusive para, futuramente, e à semelhança do presente 3º Congresso Internacional de Custos, ensejarem progressos ao estudo específico de tal especialidade.

Em assim sendo, como fundadores, representando diversos Estados do País, dão por, de fato, Constituída a A.B.C.

Madri, 23/09/1993”

Estavam presentes na reunião de Madri as seguintes pessoas, representando o Brasil, as quais assinam o documento de fundação:

  1. Antônio Lopes de Sá
  2. Antônio Robles Junior – USP
  3. Célio Pedro Wolfarth – UNISINOS
  4. Flávio da Cruz – UFSC
  5. Hamilton Luiz Favero – UEM/PR
  6. Janir Adir Moreira – FED. CONTABILISTAS DE MG
  7. José Francisco Alves – CRC/MG
  8. José Mário Chaves – UCPE
  9. José Newton Cabral Carpintéro – UNICAMP
  10. Josir Simeone Gomes
  11. Jucileide Ferreira Leitão – UNIPEL/RN
  12. Magnus Amaral da Costa
  13. Maria Salete Patriota – UFPb
  14. Masayuki Nakagawa – USP
  15. Miguel Juan Bacic – UNICAMP

O nome ABC, acabou sendo sugerido pelo Prof. Antônio Lopes de Sá.

Em novembro de 1994 foi realizado na Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo o I Congresso Brasileiro de Gestão Estratégica de Custos, que contou com a participação de 253 pessoas, docentes universitários do Brasil e profissionais da área. Ao término do congresso foi criada, no dia 23, a Associação Brasileira de Custos, entidade de caráter científico que agrupa docentes universitários e profissionais de diversas áreas do conhecimento (contabilidade, administração, economia, engenharia e qualidade) que estudam a gestão de custos sob ótica interdisciplinar. A espiral que faz parte do símbolo da ABC representa o esforço pela melhoria contínua.

A Associação Brasileira de Custos é filiada ao Instituto Internacional de Custos, da mesma forma que as associações de caráter semelhante de outros países (por exemplo IAPUCO da Argentina e ACODI da Espanha).

XX ANOS ABC – Associação Brasileira de Custos

https://youtu.be/gLCthPHq2bo